PIB agropecuário cai 2% influenciado pelas perdas na produção de grãos

Publicado em 31/08/2016

O Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária caiu 2% no segundo trimestre de 2016 (abril/junho) comparado aos primeiros três meses deste ano, conforme dados divulgados nesta quarta-feira (31), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação anual dos trimestres (2º trimestre 2016/2015) a diminuição na atividade foi de 3,1%. O acumulado de 2016 mostrou retração de 3,4% na atividade agropecuária, menor que a queda de 4,6% do PIB do país. O valor do PIB agropecuário atingiu R$ 90,76 bilhões ao final de junho.

O PIB brasileiro teve queda de 0,6% no segundo trimestre de 2016. Na comparação dos dois trimestres (2016/2015) a diminuição na atividade foi de 3,8%. O acumulado do ano aponta queda de 4,6%, com o PIB somando R$ 1,53 trilhão. O acompanhamento dos resultados da safra deste ano mostrou que as previsões iniciais da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e do IBGE, foram se alterando no decorrer dos meses, devido as perdas com o excesso de chuvas em algumas áreas e secas e temperaturas elevadas em outras.

Os problemas climáticos causaram forte impacto na produção e na produtividade de grãos no país. Algumas áreas foram seriamente afetadas, em especial aquelas dos Cerrados do Centro-Oeste e Centro Nordeste.

O IBGE destaca também o decréscimo da produção anual e da produtividade de lavouras importantes, que têm safras relevantes no segundo trimestre do ano. Foram afetados o milho com queda de 20,5% na produção; arroz com redução de 14,7%; algodão baixa de 11,9%; feijão (-9,1%), e soja, redução de 0,9%.

 

Fonte: MAPA

Boletim semanal de notícias da SNA por e-mail.

Cadastre-se para receber o boletim

Veja as últimas edições

 

Últimas notícias