‘Mulheres cooperativistas: estrelas da vida real’ é foco de encontro em SC

26/10/2017|

Encontro Estadual de Mulheres Cooperativistas, que chega à sua 14ª edição, visa ao fortalecimento do papel da mulher no cooperativismo, em Florianópolis. Foto: Divulgação Sescoop/SC

O tema “Mulheres cooperativistas: estrelas da vida real” é o foco do 14º Encontro Estadual de Mulheres Cooperativistas, que começou na manhã desta quinta-feira, 26 de outubro, no Centro de Convenções Oceania Center, na Praia dos Ingleses, em Florianópolis (SC).

O evento segue até sexta-feira (27), com palestras sobre cooperativismo, autonomia e controle emocional, relacionamento interpessoal e autoestima, além de apresentações artísticas. A iniciativa é do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo de Santa Catarina (Sescoop/SC) e reúne cerca de 900 mulheres, entre lideranças, cooperadas, esposas de cooperados e colaboradoras de cooperativas, além de autoridades políticas e do cooperativismo.

Em seu discurso, Patrícia Nóbrega Vieira, que representou a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), destacou o crescimento da participação das mulheres no cooperativismo e enalteceu a importância do evento para a evolução do segmento.

Presidente do Sistema Ocesc, Luiz Vicente Suzin destacou a representatividade da presença de 30 cooperativas de oito ramos de todo o Estado, complementando que isso demonstra a força do cooperativismo catarinense.

“Somos destaques no país pela organização e pelo trabalho desenvolvido. Atualmente, entre os 2,1 milhões de associados, cerca de 800 mil são mulheres. Elas participam de assembleias, comitês, grupos de estudos, cursos e dos quadros diretivos. Ajudam-nos muito e exercem papel fundamental na evolução do cooperativismo”, disse Suzin.

O governador de Santa Catarina, João Raimundo Colombo, também reconheceu a importância da participação feminina no cooperativismo e disse que o modelo traz equilíbrio porque consegue obter resultados com princípio da distribuição de oportunidades e igualdade entre as pessoas.

RECONHECIMENTO

“Precisamos valorizar e dar condições para que esse modelo possa se desenvolver cada vez mais.Em Santa Catarina, temos avançado muito, graças ao talento, ao trabalho e à liderança de muitos que estão que estão representando as cooperativas neste evento”, ressaltou Colombo.

O executivo destacou, ainda, que o modelo cooperativista tem papel  expressivo no desenvolvimento de Santa Catarina.

“No mês de setembro, por exemplo, o sul do Brasil gerou 10 mil novos empregos. Santa Catarina gerou 80% deles. No Brasil foram 34 mil novos empregos e, destes, 22% foram gerados no Estado. Isso se deve ao nosso modelo de cooperação, do desenvolvimento do agronegócio, da educação, do desenvolvimento da capacidade empreendedora, da discussão sobre as formas para construirmos uma sociedade melhor, entre outros aspectos”, relatou o governador catarinense.

Secretário de Estado da Agricultura e Pesca de Santa Catarina, Moacir Sopelsa avaliou que o cooperativismo do Estado representa um orgulho: “Aqui estão aquelas que são o espelho de todos os ramos do cooperativismo, mas me refiro de maneira especial às produtoras rurais, que produzem nossos alimentos e contribuem para o fortalecimento do agronegócio. Santa Catarina é o quinto produtor de alimentos em valor agregado e isso se deve também à forte participação das mulheres”.

A programação do primeiro dia incluiu as seguintes palestras: “Cooperativismo: um legado para a prosperidade”, conduzida por Zeca Mello; “De bem com a vida, consigo mesmo e com os outros”, ministrada por Jeanine Rolim Meier, “Autonomia emocional: você é líder ou vítima de si mesma?”, com Heloísa Capelas, além de apresentações artísticas do Espaço Sou Arte.

SEXTA-FEIRA, DIA 27

O evento segue nesta sexta-feira, 27 de outubro, a partir das 8 horas. As atividades contam com as palestras “Como gerenciar a raiva” com Patrícia Santos; “Tempo de Crescer e de Florescer” com Lígia Guerra e encerram com almoço de confraternização.

Fonte: Assessoria do Sescoop/SC com edição d’A Lavoura