Indicadores Cepea: cenoura, boi e suíno

11/01/2018|

Cenoura: baixa oferta e excesso de chuva impulsionam preços

Os preços da cenoura se elevaram na primeira semana de 2018, período que marca o início da safra de verão em São Gotardo (MG).

Segundo colaboradores do Cepea, o movimento de alta nas cotações se deve à redução na oferta e às chuvas intensas durante o período de Natal e Ano Novo.

O excesso de precipitações causou incidência de pintas e anomalias relacionadas às bifurcações nas raízes. Além disso, a demanda foi satisfatória nos primeiros dias do ano, o que também contribuiu para a elevação nas cotações.

 

Boi: com poucos negócios, preços iniciam o ano firmes

As cotações do boi gordo iniciam o ano firmes. Como já esperado para este período, poucos negócios têm sido observados e a comercialização tem sido retomada aos poucos, segundo colaboradores do Cepea.

O Indicador do boi gordo Esalq/BM&FBovespa fechou a R$ 148,70 nessa quarta-feira, 10 de janeiro, alta de 1,22% frente à quarta anterior, 3 de janeiro. Quanto ao bezerro, a liquidez também tem está baixa, devido à falta de operadores no mercado.

 

Suínos: liquidez permanece elevada na semana

Normalmente no início do ano, os negócios do setor suinícola são desfavorecidos, uma vez que o volume de comercialização no fim do ano geralmente é maior, devido às festas de Natal e Ano Novo.

Apesar disso, colaboradores do Cepea indicam que a liquidez do mercado continua elevada na semana, especialmente por conta do recebimento dos salários.

Na região SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), o animal vivo se valorizou 1,3% na semana, passando de R$ 3,92/kg no dia 3 para R$ 3,97/kg na quarta-feira, 10 de janeiro.

 

Fonte: Cepea

Compartilhe nas redes sociais!