Agrolink: China seguirá como principal importadora da soja do Brasil

Publicado em 23/06/2017

“A China vai continuar a ser a principal importadora da soja brasileira”. A afirmação é do vice-presidente da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), Hélio Sirimarco. Ele destaca que, dos 37,1 milhões de toneladas de soja que os chineses importaram nos cinco primeiros meses deste ano, o Brasil foi responsável por 28.3 milhões de toneladas.

“Ou seja, 76% do produto comprado pelos chineses saíram do país. Até agora, o principal foco dos chineses é o Brasil. Isso porque os Estados Unidos terminaram o plantio da safra 2017/18 e a Argentina está finalizando sua colheita. As exportações totais de soja do Brasil somaram 34.8 milhões de toneladas de janeiro a maio, 13% mais do que em 2016. Nesse mesmo período, as receitas provenientes da soja em grão totalizaram US$ 13.3 bilhões. Pelo menos 86% desse valor vieram da China”, destaca o vice-presidente da SNA.

De acordo com Sirimarco, as exportações de soja em grãos do Brasil deverão somar neste ano 61.7 milhões de toneladas. Isso representaria aumento na comparação com as 60.3 milhões de toneladas na estimativa anterior.

 

 

Fonte: Agrolink

Boletim semanal de notícias da SNA por e-mail.

Cadastre-se para receber o boletim

Veja as últimas edições

 

Últimas notícias