Câmbio favorece exportações agrícolas brasileiras, analisa Delfim Netto

A valorização do dólar frente ao real continua favorecendo as exportações de produtos agrícolas no Brasil, caso contrário o setor estaria em maus lençóis. “Se não fosse este câmbio, a nossa agricultura estaria hoje em uma situação devastadora. A nossa produção de soja, por exemplo, não seria exportável”, avalia o professor e ex-ministro Delfim Netto. Ele ressalta que “na verdade, a queda de preço externo está sendo compensada pela desvalorização do câmbio, que segue para seu ponto de equilíbrio”. “Você perde 10% de preço em dólares e ganha 15% de câmbio”, analisa.

Queda dos preços de produtos agrícolas explica impacto negativo no PIB

IBGE aponta queda de 2,7% no PIB da agropecuária no 2º trimestre de 2015 em relação a igual período anterior. Redução foi atribuída, principalmente, pela produção menor de soja, o que é vista pelo diretor da SNA Fernando Pimentel como nada alarmante. “As perdas da soja ocorreram de forma pontual em Goiás e no MAPITOBA (Estados de Maranhão, Piauí, Tocantins e Pará), mas mesmo assim a safra foi positiva. O segmento agrícola foi o principal elemento de baixa, haja vista que o pecuário cresceu no segundo trimestre do ano. Na agricultura, a queda de preços explica impacto negativo do PIB agrícola.”

Diretor da SNA avalia nova proposta do Mapa para cadeia de lácteos

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento deve apresentar proposta que destinará R$ 300 milhões para o fortalecimento do setor de lácteos em Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os cinco Estados respondem por 80% da produção de leite e derivados do País. A intenção é investir mais em assistência técnica, melhoramento genético e promoção comercial. “Qualquer iniciativa neste sentido é bem vinda. Tomara que consigam viabilizar estes recursos diante da crise orçamentária que o Brasil experimenta”, comenta o diretor da SNA Alberto Figueiredo.

Alimentos sem agroquímicos poderão ser oferecidos em hospitais e presídios do Rio

O Governo do Estado do Rio anunciou esta semana que poderá oferecer alimentos sem agrotóxicos a hospitais, presídios e casas de detenção para jovens. Até o momento, o Governo cumpre apenas a determinação de uma lei federal que destina 30% da produção de agricultores familiares para a merenda escolar. A coordenadora do Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos) da Sociedade Nacional de Agricultura, Sylvia Wachsner, afirma que a iniciativa é oportuna, porém, defende uma participação maior dos produtores de orgânicos em ações voltadas para a agricultura familiar.

Armazenamento inadequado de grãos pode provocar 15% de perdas

Insetos-praga, fungos e micotoxinas somados aos ataques de roedores e presença de animais domésticos são problemas que têm ocasionado perdas significativas na produção de grãos – algo em torno de 15%. E tudo está relacionado, principalmente, ao armazenamento inadequado. Para tanto, a Embrapa Milho e Sorgo indica a adoção de boas práticas agrícolas, que vão desde a lavoura à pós-colheita, passando pela escolha da cultivar a ser plantada, época de plantio, adubação correta e balanceada, controle de pragas e doenças, além do período da colheita, sem retardá-la em excesso.

Consumo de pescado no Brasil está abaixo do recomendado pela OMS

Estudo mais recente da FAO estima que, em 2030, o déficit de pescado atingirá 100 milhões de toneladas em todo o planeta. Outros dados indicam que este consumo mundial é positivo, ao atingir 19,2 quilos per capita por ano, acima dos 12 quilos recomendados pela OMS. No Brasil, teria alcançado 14,5 quilos por habitante ao ano, segundo levantamento de 2013. Mas uma estimativa divulgada em julho pelo ministro Helder Barbalho, do Ministério da Pesca e Aquicultura, mostra que este consumo nacional é de apenas 10,6 quilos de pescado per capita, ou seja, abaixo do recomendado.

 

Congresso inédito sobre Zootecnia de Precisão será realizado em Santa Catarina

    O Instituto Oswaldo Gessulli promove, entre os dias 19 e 20 de novembro de 2015, em Florianópolis (SC), o I Congresso de Zootecnia de Precisão. O …
Leia mais

Identificado composto benéfico para saúde em soro de leite

Ao analisar pequenas partes de proteína (peptídeos) do soro de leite, pesquisadores da Embrapa, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade Federal de Santa …
Leia mais

Agropecuária deve ser o único setor a crescer em 2015

A agropecuária deve se recuperar da queda no segundo semestre e ser o único a registrar crescimento neste ano em relação ao ano passado. A avaliação foi feita …
Leia mais

Pecuária brasileira terá de investir R$ 50 bilhões até 2030

Ceder área para permitir o avanço esperado para a agricultura brasileira até 2030 e também para o reflorestamento exigido pelo Código Florestal, exigirá da pecuária brasileira, um aumento …
Leia mais

Kátia Abreu faz primeira reunião para formular Lei Plurianual Agrícola

A ministra Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) se reuniu pela primeira vez, nesta quarta-feira (26), em São Paulo, com o grupo de alto nível criado para discutir …
Leia mais

III Congresso sobre Tecnologia da Produção de Alimentos para Animais

  Apresentar novos conhecimento sobre a otimização de todos os processos que envolvem a fabricação de alimentos para animais é um dos propósitos do III Congresso sobre Tecnologia …
Leia mais

Boletim semanal de notícias da SNA por e-mail.

Cadastre-se para receber o boletim

Veja as últimas edições

 

Clipping com notícias da SNA divulgadas em outros veículos de mídia.

Veja o SNA na mídia

 

Espaço para discussão de questões estratégicas e operacionais do agronegócio brasileiro. Veja as últimas discussões publicadas no AgriForum e participe do debate.

Acesse o site AgriForum

 

Fique por dentro das regiões brasileiras que que estão se registrando como origem de produtos de alta qualidade através dos selos de Denominação de Origem e Indicação de Procedência.

Acesse o site Indicação Geográfica

 

 
 

Agronegócio na Mídia

Educação

campus-SNA

O Campus Educacional e Ambiental da SNA possui uma área privilegiada de 144.000 m² de natureza em plena região metropolitana da cidade do Rio de janeiro, onde abriga os cursos de Graduação em Medicina Veterinária e em Zootecnia, oferecidos pela Fagram e pela UCB, reconhecidos pelo MEC. Também oferece Cursos de Extensão (livres) em práticas agrícolas, criação de animais, agronegócio, paisagismo e meio ambiente, ministrados por meio da Escola Wencesláo Bello (EWB), e ainda abriga a Biblioteca Edgard Teixeira Leite, referência no país.

Saiba mais sobre os cursos no Campus Educacional e Ambiental da SNA

 

 

A Lavoura

Orgânicos

Publicações